A Rua número 12 – Emerson Machado

_MG_7586

Um livro cheio de sutilezas.
Narrado em primeira pessoa por uma garota brasileira de 11 anos, que passou duas vezes pela leucemia e por consequência dos remédios agora precisa de um transplante de coração.
O livro começa com a Fernanda começando a escrever um livro sobre a sua vida. Ela está no hospital, e decidiu escrever sobre tudo o que viveu, contando suas memórias e intercalando com momentos presentes.

Durante a leitura conseguimos ver os traços da ingenuidade de uma garotinha de 11 anos, mesclados com a maturidade de alguém que passou por quimioterapia duas vezes e agora espera por um transplante de coração, alguém que adotou como melhor amigo um rapaz de 23 anos e consegue entender toda a dificuldade da sua situação. E mesmo entendendo tudo muito bem, mantém o sorriso no rosto e passa muita positividade para o leitor.

Fernanda é uma personagem realista, otimista e muito boa. É nítido o quanto ela se preocupa com a felicidade e paz alheia, o quanto ela entende e se preocupa com a mãe. E ao mesmo tempo que é muito bonito, é triste ver que ela perdeu uma parte de sua infância. Eu digo uma parte por que ela tem muito da infância ainda, por isso acho que tudo se equilibra muito bem em sua personalidade e ela tem muito mais a ensinar do que muita gente com o triplo de sua idade. Uma personagem de personalidade forte, e muito bem construída. E uma das coisas mais legais nela, é que ela vive o presente, fala de memórias do passado, mas não se prende em planos para o futuro. Parece que pra ela, viver o agora é o que importa.

_MG_7591
A sua amizade com Pedro, um rapaz que está no hospital por conta da leucemia, passa um sentimento lindo de que a verdade não vê idade, saúde, dinheiro ou qualquer outro rótulo. O real sentimento enxerga alma e coração, enxerga o invisível, a conexão. E a Fernanda percebe isso tão rápido… Acho que a sua parte ingênua toma conta nesse momento pra mostrar a confiança que as pessoas merecem, pra mostrar que quanto mais adulto se fica, menos se confia. Muita coisa se perde.

Em alguns momentos percebemos que Fernanda perde um pouco a esperança, o que é compreensível baseado no que ela está vivendo. Mas logo isso passa e ela continua mostrando suas lembranças boas e sua vontade de continuar.

O autor soube descrever muito bem o universo dessa garotinha, ele coloca sensibilidade, detalhes, medo, aventura e assuntos delicados, em uma narrativa leve e fluida. E sobre a edição, só tenho elogios também. O livro é todo ilustrado e as ilustrações do Jackson Oliveira são lindas e traduzem muito bem a delicadeza da Fernanda.

_MG_7589

E agora, pra não dar nenhum spoiler, só quero deixar bem claro que esse livro é só amor. Nos mostra que mesmo com pouco tempo de vida, uma pessoa pode ter muita história pra contar, e mensagens pra passar. Mostra que mesmo em momentos de aflição, é importante ter gratidão e manter a esperança, se agarrando as coisas boas que se tem.

5 nuvens com certeza pra essa obra linda.

Anúncios

2 comentários em “A Rua número 12 – Emerson Machado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s