Ozzy Osbourne – No more tours

Ontem, 13/05/2018, foi o show da turnê de despedida do Ozzy aqui em São Paulo e claro que eu estava lá né!!!

3981

O show foi uma mistura do que a gente já esperava com algumas novidades. Comparando com as outras vezes que eu vi o Príncipe das Trevas ao vivo (em 2015 no Monsters e em 2016 na turnê de despedida do Black Sabbath), dessa vez, ele pareceu até mais jovem. Eu esperava que o nosso querido velhinho ficasse mais de boa no seu microfone, só nas caras e bocas, mas não, ontem ele estava com tudo, passeando pelo palco cheio de empolgação <3
Eu amo o Ozzy e esse show foi incrível pra mim. Além dele e da banda estarem impecáveis dentro do possível, os efeitos e a estrutura do Allianz Parque ajudaram muito na experiência. Muitas luzes e efeitos de tela incríveis que transformaram tudo em um espetáculo ainda mais especial. Dessa vez eu vi o show da arquibancada, foi a minha primeira vez nesse setor no Allianz e as minhas expectativas foram completamente superadas. Eu não imaginava que ia curtir tanto ver desse setor. Tudo muito organizado e confortável pra todos, deu pra ver o palco completinho e o som também não foi nada afetado.
Eu estava no meu terceiro show do Pai do metal e fui com o meu pai e o meu irmão, que ao contrário de mim, era o primeiro show da vida deles. Mesmo com bagagens diferentes nessa área (hahaha) todos nós saímos de lá com o coração quentinho e cheio de amor.

Como já esperado, não foi um show muito longo, afinal o nosso querido já não tem mais o mesmo pique de antigamente né ahhaha Mas dentro do seu tempo, tivemos um experiência linda, com um setlist lindo e uma energia única!

Confira o Set:
Bark at the Moon
Mr. Crowley
I Don’t Know
Fairies Wear Boots
Suicide Solution
No More Tears
Road to Nowhere
War Pigs
Miracle Man / Crazy Babies / Desire / Perry Mason (solo – Zakk Wylde)
Solo de bateria – Tommy Clufetos
Flying High Again
Shot in the Dark
I Don’t Want to Change the World
Crazy Train
Bis:
Mama, I’m Coming Home
Paranoid

Anúncios

Appetite For Destruction: Locked N’ Loaded

Screen-Shot-2018-05-03-at-10.11.06-AM-740x390

Em julho, o maravilhosíssimo “Appetite For Destruction” faz aniversário e em comemoração a essa data, o Guns n’ Roses vai lançar um box set remasterizado com faixas inéditas e covers de clássicos. Será que estamos ansiosos???
Hoje (04/05/2018) a banda liberou uma versão de “Shadow Of Your Love”, uma música de 1983 do Hollywood Rose (projeto do Axl Rose posterior ao Guns).

Se no ano retrasado, quando a banda anunciou uma reunião para turnê mundial a gente já surtou, imagina agora, com material novo e tudo? Eu to me tremendo toda ahhaha

A música está linda, Axl está mandando muito bem (claro que é uma música gravada mas deixa isso pra lá), a banda segura tudo com a qualidade de sempre e é pra encher o coração de qualquer fã.

Eai, será que isso significa uma nova turnê mundial?? Eu espero que sim.

Beijos e até mais <3

Um sexta feira muito boa pra novidades no mundo do rock

Eaaai pessoal, tudo bem?
Hoje acordamos bem no mundo da musica (além de ser o Star Wars Day, que a força esteja com vocês)!

Vários lançamentos maravilhosos no nosso rock brasileiro e tem coisa boa internacional também <3

Pra começar, a continuação do novo projeto do titãs, a ópera rock “12 flores amarelas” que é composta por 3 atos e o lançamento de hoje foi o segundo. Está lindo e eu não vejo a hora de chegar sexta que vem com o terceiro e ultimo ato. A obra completa conta toda uma história emocionante, sério, está lindo de morrer.
500x500

Também temos uma outra continuação de projeto, dessa vez do meu querido Supercombo. Foi lançado em todas as plataformas digitais a segunda temporada do sessions da tarde, cheio de participações lindas de artistas incríveis. Minhas músicas favoritas são “Bomba Relógio” (um feat com minha Fresno linda <3) e “Não da certo”, parceria com a Zimbra, que está maravilhosa e eu já to escutando no repeat. Eu amo Supercombo e esse projeto do Sessions é tão gostosinho… além de trazer outros artistas, eu sinto como uma coisa mais íntima deles, como se fosse um luauzinho pós almoço de domingo ahaha.
session-supercombo

O Far from Alaska fez um cover de “Iron, Lion Zion” do Bob Marley em uma versão super rock’n’roll, a cara de banda e maravilhosa. Eu particularmente não curto reggae, então essa versão o rock eu curti muito.
far-from-alaska-bob-marley

Ainda no cenário brasileiro, hoje o Di Ferreiro liberou o acústico do seu último lançamento, “Sentença” que também ficou muito amor!
1400x1400bb-3-1

E no cenário internacional, o Guns N’ Roses nos trouxe amor também <3 Vou falar melhor dessa música em um novo post, hoje mesmo, porque ela merece uma atenção maior por ser muito importante <3

Então esses foram os lançamentos de hoje. Grande dia pro rock brasileiro hein. Eu amei tudo, e vocês?
Beijos e até mais!

Radiohead em SP e como foi o Soundhearts festival

radiohead

Oi pessoal, tudo bem com vocês?
Quase uma semana depois do show eu parei pra escrever sobre ele hahaha Essa semana foi uma loucura mas vamos lá!
Bom, o meu foco nesse festival era ver o Radiohead e como o próprio dia 22 foi uma loucura, cheguei quase na hora da atração principal e mesmo assim foi tudo muito tranquilo e organizado!
Com um atraso de poucos minutos, a banda entrou no palco e a galera foi a loucura.

O show completo foi mais ou menos como eu imaginei que seria mesmo, algo totalmente diferente de tudo o que eu já presenciei. Pra mim, foi mais um experiência do que um show musical em si. Todo o clima que a banda traz, a escolha do setlist, o jogo de luzes e as pausas entre as músicas faz com este seja um show totalmente a parte dos de outras bandas.

O Radiohead escolheu um setlist longo com muito mais psicodelia do que tristeza, mas sempre com aquele clima deles que a gente já conhece.

Como eu já fui em muitos shows, estranhei um pouco as pausas entre as musicas, mas isso se compensa pela quantidade de musicas que eles tocaram em duas horas e meia de show. Além disso, o telão não funcionou em alguns momentos e até agora eu não sei se isso foi proposital, como parte daquela maluquice toda que eles fazem, ou se realmente foi um problema técnico ahahah E mesmo isso parecendo um problema, como essa duvida cai sob o público significa que está tudo bem no final das contas, não deixamos de aproveitar nada por conta disso. Afinal de contas, eu não acho que o show do Radiohead foi feito para ser visto, como foco principal, mas sim para ser sentido. É tudo muito sensorial pra você se importar com a questão da distancia que ficou ou do telão funcionar.

Como eu sou um pouco clichê, senti falta de Creep sim e não nego, mas isso também não diminuiu a grandeza dessa experiência, é só um ponto pequeno dentro de todo o evento hahahah.

Um coisa que achei muito legal em relação a organização foi a maneira como eles lidaram com o estádio não estar lotado. A arquibancada superior simplesmente não existiu, todo mundo foi colocado pra baixo pra que ficasse mais organizado e os melhores lugares não fossem desperdiçados. Existem aqueles que acham injusto essa vantagem pra quem comprou o ingresso mais barato, mas eu acho que é uma boa solução pra se ocupar os melhores espaços. Ponto positivo pra organização.

Resumindo, eu amei essa noite, vai ficar na minha memória pra sempre e se vocês tiverem a oportunidade de ver esses britânicos um tanto quanto peculiares ao vivo, eu recomendo com toda certeza. É uma experiência incrível em ser vivida <3

Um beijo e até a próxima <3

Setlist: (criei uma playlist lá no spotify chamada “Radiohead 2018 SP” com o set completo e na ordem)

1. Daydreaming
2. Ful Stop
3. 15 Step
4. Myxomatosis
5. You and Whose Army?
6. All I Need
7. Pyramid Song
8. Everything in Its Right Place
9. Let Down
10. Bloom
11. The Numbers
12. My Iron Lung
13. The Gloaming
14. No Surprises
15. Weird Fishes/Arpeggi
16. 2 + 2 = 5
17. Idioteque
Bis:
18. Exit Music (for a Film)
19. Nude
20. Identikit
21. There There
22. Lotus Flower
23. Bodysnatchers
Bis 2:
24. Present Tense
25. Paranoid Android
26. Fake Plastic Trees

 

 

 

Soundhearts Festival

Um festival bem diferente surgiu pra nós nesse ano de 2018. Com o Radiohead a frente de tudo (headliner e curador do evento) teremos um festival em estádio com uma estrutura de apenas um palco. Eu estou bem curiosa com este formato, acho que vai ser bem legal pra aproveitar de tudo e conhecer novos artistas.  Aqui no brasil o Soundhearts vai acontecer dia 20 de abril em no Allianz Parque em SP e dia 22 no Parque Olímpico, Rio de Janeiro.

flyer_radiohead_brasil_2018

A realização do evento ficou por conta da Move concerts e no line up encontramos Flying LotusJununAldo the Band e claro, Radiohead.

A turnê Brasileira é apresentada pelo Banco do Brasil como patrocinadores temos Itaipava e TNT Energy Drink.

Eu quero muito conferir o evento, curtir o som melancólico cheio de poesia do Radiohead e depois contar tudo pra vocês. Quem ai já está com o ingresso garantido?

Se não estiver, as vendas estão rolando na Livepass.

Beijos e até mais